O ANO EM QUE A TERRA PAROU – 2020!



Já ouviram a música O Dia em que a Terra Parou...? O Dia em que a Terra Parou é o sétimo álbum de estúdio da carreira solo do cantor e compositor brasileiro Raul Seixas, tendo sido lançado pela gravadora Warner Music Brasil, em dezembro de 1977. Na época a critica foi fria e o álbum não vingou. Mas entre 2019 e 2020, em plena pandemia de Covid, esta música em especial chamou a atenção, Ela parecia tão atual, que algumas pessoas chegaram a dizer que era quase profética. Pois bem, religiosidade a parte, na vida real foi O Ano em que a Terra Parou... E de certo modo, foi por comum acordo. O planeta inteiro parou. Mas não por uma escolha voluntária... Mas por um golpe viral... Um vírus, um agente muito pequenino, mas com o poder de destruir economias pelo mundo todo.


Aqui na Europa, 70% das empresas tiveram sua receita afetada. 50% das PME (Pequenas e médias empresas) já se encontravam em risco de falência em 2020. E estamos falando de empresas que representam negócios essenciais em suas regiões.


No Brasil a situação é ainda pior. Estamos falando de 700 mil negócios falidos e mais de 47 milhões de desempregados. Todos os setores foram afetados.


Claro que os governos se “mexeram”. O Brasil teve o auxílio emergencial. Na Europa, a Comissão Europeia manteve-se em estreito contato com as autoridades nacionais, os representantes setoriais e outras partes interessadas, criando incentivos de proteção e apoio a economia.


Contudo, em todo o mundo, a população teve que se isolar e o desconhecimento do COVID parou cidades. Mas as necessidades básicas do ser humano (alimento, água, remédios, etc.) continuaram e ficaram mais intensas devido a pandemia. As ajudas governamentais foram utilizadas para satisfazerem tais necessidades. Mas, como sair se estávamos todos em isolamento...?


Foi neste momento que um setor em especial foi imprescindível: O segmento de serviços digitais. Rapidamente, empresas se adaptaram, começaram a vender pela internet, criaram mecanismos de entrega segura e a economia não estagnou. Na verdade, alguns setores, e falamos dos de necessidades básicas, tiveram receitas incríveis.


Mas o mundo, e falo aqui nos governos em geral, não suportarão uma nova crise. Nós não suportaremos uma nova crise. Os países do primeiro mundo se esgotaram, estando no limite. O Brasil, sem lastro econômico para todo dinheiro injetado pelo auxilio emergencial, sofre com a acelerada desvalorização de sua moeda e aumento da inflação. A Europa sente o peso das medidas emergenciais contra a pandemia: desemprego, aumento dos preços, etc.


Em 2020, aqueles que se prepararam, ou que tiveram a destreza de se ajustarem a nova realidade, sobreviveram e mais que isso, tiveram aumento de vendas e prosperaram.


Mas o que temos percebido em 2021 foi que as vendas de todos os setores estagnaram, já a partir do segundo trimestre do ano... E a tendência para 2022 é que isso só piore... Os preços vão continuar subindo, o dólar continuará alto, a taxa de desemprego não tende a reduzir e se vocês não se prepararem, empresas e consumidores finais, poderão sofrer muito.


É por este motivo que a Café com Pimenta, uma agência especialista em serviços, produtos e marketing digital, juntamente com a i9Social, decidimos lutar ao seu lado para que o ano de 2022 seja um ano de PROPSPERIDADE e não uma continuação da catástrofe dos dois últimos anos. Não queremos que sua empresa feche as portas, não permitiremos que você continue sem trabalho.


Queremos te apresentar a Iniciativa Cafeína Picante – A solução para fazer de 2022 o melhor ano de sua vida!


Quer saber mais? Deseja uma consultoria gratuita? Contate-nos através do email: atendimento@cafecompimenta.pt e/ou através de nosso WhatsApp: +351 935066701.



Clipe disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=H8zbYY41Vus

Música O Dia em que a Terra Parou - Raul Seixas (Letra Oficial)

Artista - Raul Seixas

Licenciado ao YouTube por

LatinAutor - UMPG, ASCAP, UMPG Publishing, LatinAutor - Warner Chappell, LatinAutorPerf, UNIAO BRASILEIRA DE EDITORAS DE MUSICA - UBEM, LatinAutor e 2 sociedades de direitos musicais.


MEUS POSTS DESTACADOS

MEUS POSTS RECENTES